Autores.com.br

EntrarCadastrar-se
Início » Artigos / Textos » Todos Textos
A+ R A-
Todos Textos

Todos Textos » Literatura » Prosa Poética

Prosa Poética

É uma prosa em clima lírico mas que, diferente da poesia, não se prende à regras como métrica ou rimas. É escrita em linhas longas(uma prosa) e, em geral, visa provocar um forte efeito emocional no leitor.

Autores de Prosa Poética: Cruz e Souza, Mário Quintana

Resultados 1 - 10 de 1690

Literatura/Prosa Poética
Autor:Marcelo Cipullo
Quilômetros de terrível engano. Gota passeia ligeira pela têmpora. Braços amarelos enfileirados levantam e abaixam. Pedágio acena-me ali adiante. Funil de asfalto. Quênia desaba enquanto procuram caixas-pretas que viraram celebridades funestas espalhadas  pelo pacífico...
Terça, 06 Janeiro 2015 | 83 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:Elisa
E o mar da vida se aproxima de nossa praia todos dias Ele é como páginas, algumas já escritas e outras vazias Vem chegando de mansinhos, às vezes E outras vezes bate com a força do mar nos rochedos Mas sempre mexe com as areias que fazem parte da contagem do tempo de nossas vidas Na...
Qui, 25 Dezembro 2014 | 34 ace | 1 Comentário |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:Júlia Lüders
     E naquele momento, você olhava no fundo dos meus olhos, eu diria que você até mesmo via através deles. E eu simplesmente não conseguia mais pensar em nenhuma razão do porque eu tinha que seguir em frente.. Não pensava em nada, nunca havia ouvido um silêncio tão alto quanto esse,...
Quarta, 24 Dezembro 2014 | 25 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:Paola Rhoden
Em alguns momentos somos pequenos, não porque alguém nos faça assim, mas porque deixamos que assim pareça. Em outros momentos somos grandes, porque fazemos nossos pensamentos acontecerem de uma forma maior, e o esperado aconteça. Deixamos nosso interior manipular o exterior, e então somos...
Segunda, 22 Dezembro 2014 | 28 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:DAYSE RAVEL
    Com certeza é instinto,  Gemer sem sentir dor,  Aguçar os sentidos,  Virar fera de um jeito atrevido,  Alcançando a libido,   Murmurando em teus ouvidos,  Todo prazer,  De uma noite de amor!
Domingo, 21 Dezembro 2014 | 28 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:DAYSE RAVEL
    Sabe, é bem verdade que você parece inocente...Você é apenas um menino quando se trata de amar! Mas eu quero ir além, muito mais do que você imagina!       Eu sei, você tem muito o que aprender, e eu adoraria ensinar...Desengonçado era seu corpo, tentando se encaixar no...
Sexta, 28 Novembro 2014 | 88 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:Wellington
Você me enfeitiçou de tal forma que encontro-me sob julgo do seu amor, um amor que me aprisionou e ao qual sou totalmente submisso, um amor tão poderoso que faz-me impotente ante seu simples querer de amar... Estou condenado a amar-te numa recíproca entorpecida e viciante a qual não pretendo...
Segunda, 24 Novembro 2014 | 77 ace | 2 Comentários |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:Wellington
Somente eu sei a verdadeira essência da semântica dos meus sentimentos, onde dessavesso minh'alma e faço meu coração parar de bater, onde as lagrimas  correm em minhas veias e sangue vertem em meus canais lacrimais... Minhas reticências, significam tão somente que não há fim para meu...
Domingo, 23 Novembro 2014 | 59 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:Wellington
Todos os dias quando entro no ringue da vida, você me leva a nocaute apenas com seu sorriso. Todo santo dias sou nocauteado por lagrimas que insistem em sair descontroladamente por meus olhos e rolam por minha face, algumas assentam em meus lábios seu gosto amargo, outra aconchegam-se em minha...
Domingo, 16 Novembro 2014 | 98 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:Luciano dos Santos D'Nantuia Charieth
Somos um nesse momento, enrolados, entrelaçados , braços e pernas. Dedos hábeis no tocar. Degustação. Língua, dentes, narinas ofegantes farejam o amor, exploram a libido  agindo sem censuras. A temperatura aumenta  e o suor facilita as carícias. A cama vibra,...
Qui, 13 Novembro 2014 | 99 ace | 2 Comentários |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais

Página 1 de 169

Entrar