Autores.com.br

EntrarCadastrar-se
Início » Artigos / Textos » Todos Textos
A+ R A-
Todos Textos

Todos Textos » Literatura » Prosa Poética

Prosa Poética

É uma prosa em clima lírico mas que, diferente da poesia, não se prende à regras como métrica ou rimas. É escrita em linhas longas(uma prosa) e, em geral, visa provocar um forte efeito emocional no leitor.

Autores de Prosa Poética: Cruz e Souza, Mário Quintana

Resultados 1 - 10 de 1648

Literatura/Prosa Poética
Autor:Wal Stone
Seu vestido negro arrastado pela madrugada... Suáveis são seus passos como o mais perfeito engano, Seus lábios sagram encantamentos levados pelo vento da noite. A palidez de sua pele reflete o brilho do prazer, Na dança irreal dos pensamentos. És bela envolvida na escuridão do...
Terça, 03 Fevereiro 2015 | 127 ace | 1 Comentário |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:Anderson Almeida
Procuro pela minha paz. Sim, aquela que perdi diante de tanta confusão. O ódio paira sobre as nações. O ódio ao negro. O ódio ao pobre. O ódio ao homossexual. A paz, esta está escondida em um labirinto recheado de medo.  Pra que tanta raiva? Pra que tanta vontade de propagar o mal? O...
Quarta, 28 Janeiro 2015 | 58 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:José Luiz de Carvalho
Cuidem bem dos meus versos. Prometo não esquecer os teus. Sei que ao concluirmos uma obra, Ela não mais nos pertence. Talvez até ganhe algum dinheiro, além de elogios, Ou críticas... Mas a propriedade psicológica, agora, está distribuída. Equalizaram-se os níveis de...
Sábado, 17 Janeiro 2015 | 59 ace | 2 Comentários |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:José Luiz de Carvalho
Soltei seus braços. Antes que caísse a segurei. Assim se aprende a andar. Pouco ou nada nos lembramos deste momento mágico. Repleto de manifestações humanas essenciais. O amparo! A vontade! A aventura! A recompensa! A liberdade!   E passamos o resto da vida: Caindo e...
Sábado, 17 Janeiro 2015 | 36 ace | 1 Comentário |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:José Luiz de Carvalho
O ar anda pesado em nosso país. De qual? O do meu, o do seu, o de qualquer um onde, Mini guerras civis eclodem a cada momento e lugar. Todos contra todos, e nenhum vencedor.   A sociedade se arrasta. O ópio consumista e tecnológico cega. O bom é o veloz, É o que muda, É o...
Sábado, 17 Janeiro 2015 | 25 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:José Luiz de Carvalho
Experimentei a escuridão...   Buscava claridade no fim de qualquer coisa. Temia pelas falsas lanternas, Que ofuscam até a cegueira, Queimando quem as ouse tocar.   Luz, que viesse como a madrugada. Fim de uma noite, suavemente iluminada pela da lua. Ou pelas estrelas em falta...
Sábado, 17 Janeiro 2015 | 30 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:José Luiz de Carvalho
Assim como o mercado de órgãos, O futuro nos oferecerá outros produtos muito interessantes. Antevejo propagandas do tipo:   Troque já a sua “autoconfiança” e saia renovado! Aproveite a isenção temporária de impostos! Sinta-se imune a qualquer ameaça! Resiliência, mesmo...
Sábado, 17 Janeiro 2015 | 28 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:José Luiz de Carvalho
O sangue venoso, pobre em oxigênio, chega ao coração pelo átrio direito.   Dalí ele é transferido para o ventrículo direito, que bombeia para os pulmões, onde é oxigenado.   Depois ele volta ao coração pelo átrio esquerdo, indo em seguida para o ventrículo...
Sábado, 17 Janeiro 2015 | 36 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:Marcelo Cipullo
Quilômetros de terrível engano. Gota passeia ligeira pela têmpora. Braços amarelos enfileirados levantam e abaixam. Pedágio acena-me ali adiante. Funil de asfalto. Quênia desaba enquanto procuram caixas-pretas que viraram celebridades funestas espalhadas  pelo pacífico...
Terça, 06 Janeiro 2015 | 112 ace |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais
Literatura/Prosa Poética
Autor:Elisa
E o mar da vida se aproxima de nossa praia todos dias Ele é como páginas, algumas já escritas e outras vazias Vem chegando de mansinhos, às vezes E outras vezes bate com a força do mar nos rochedos Mas sempre mexe com as areias que fazem parte da contagem do tempo de nossas vidas Na...
Qui, 25 Dezembro 2014 | 59 ace | 1 Comentário |  Enviar por e-mail | Relatar | Leia mais

Página 1 de 165

Entrar