person_outline



search

Cordeiro

Acho que nunca mais vou esquecer de você.
Desculpe-me quando penso no seu nome, 
nos momentos de aflição.
Repito-o tantas vezes até amenizar o meu medo,
Até recuperar o controle e 
me sentir gente de novo.
 
Quem nunca quis colorir um dia cinza 
com um motivo bonito?
 
Lembro de você, e lápis de todas as cores dão vida ao mundo.
 
Você é quem chamo para me isentar
sempre que me enrasco no meio de culpas inverídicas 
criadas por mim mesma.
 
Em todas as caminhadas solitárias nas estradas do meu destino, sempre pensei em ter você como companhia. Desde o Cordeiro. Desde a rua de barro,  quando não me importava com roupas rasgadas, nem em pedir um copo d'água na casa da vizinha adoentada, e todo meu encanto eram aqueles cipós que desciam da árvore no quintal da última residência. 
 
Eu sei que você não está entendendo bulhufas, mesmo assim me sinto compreendida. E até consigo nos ver de mãos dadas passeando numa via alegre, na direção do pôr do sol. 
 
___
 
 
 
Pin It
Atualizado em: Dom 19 Mar 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 9115-5222