person_outline



search

Reconstruindo.

Passado alguns dias de enclausuramento dentro de minhas memorias, revivenciando momentos e trechos incríveis onde os mesmos agora serão mantidos, me vejo a frente mais uma vez de uma tela aguardando meus pensamentos que antes eram repletos de vontades, sonhos, crescimento, conquista, aprendizado... E hoje tudo isso não se faz presente, não existe mais dentro de mim, agora somente o grande vazio de uma longa estrada apenas ecoa em minha mente, em meu coração, em minha alma, o solo hoje não esta mais fértil e estável, meus passos agora somente seguem um ao outro, o sol já não brilha com tanta vontade e tanta intensidade onde outrora radiava seu encanto, desobstruindo toda e qualquer sensação desagradável, e hoje, ele esta apenas ali, onde sempre esteve, as cores voltaram a ter sua cor opaca de antes, um antes onde a caminhada sempre foi intensa.
O amor às vezes dói às vezes te faz crescer.


Para onde foram meus sonhos, onde os guardei, será que está à espera, será que jamais os terei novamente, o medo, aquele que deixei há muito tempo atrás, hoje me acompanha mais uma vez.
Como tudo se desfaz com tanta facilidade, como nos deixamos levar, nos influciamos... Tomamos um caminho averso ao que foi traçado, ficamos apenas com as lembranças, essas jamais nos abandonará, e o pior ela nos faz sofrer, machuca, cria feridas, nos sentimos com a boca amarga, olhos pesados, sem brilho, nos sentimos o menor de todos, como um pequeno grão de areia na imensa duna que muda de lugar ornamentando outra paisagem.


Sinto-me como as ondas do mar, indo e vindo, às vezes no choque de encontro com outra onda revolta, às vezes na calmaria de uma marolinha, mas sempre indo e vindo, na inconstância e na espera de uma parada.

Pin It
Atualizado em: Qui 20 Mar 2014

Comentários  

#1 CHARIETH 22-03-2014 14:59
Parabéns Escritor.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222