person_outline



search

Aurora (parte 1)

Ouro Preto, Minas Gerais, década de oitenta. A cidade está se preparando para as férias, período em que são recebidos muitos viajantes, a cidade está em festa, preparando-se para a movimentação de fim de ano. No Colégio Tiradentes, Falco se prepara para as últimas provas, recebendo com muito orgulho todos os elogios dos amigos, que afirmam ser ele um grande aluno. O elogio que mais o engrandece é o de Ana Cristina, por quem é apaixonado.
Ana e ele conversam muito juntos, até de uma forma mais espontânea; para os moradores da cidade, formarão um casal logo, logo.
A mãe de Ana, Silvia, torce para que os dois venham a se casar no futuro, devido a condição de Falco, filho do bancário Aldo, importante na sociedade. O pai de Ana, Eduardo, não costuma se envolver com a vida pessoal da filha, é muito carismático, trata-a como uma criança, brincam juntos, e está interessado apenas no bem-estar da família, o oposto de Silva, muito ligada ao lado financeiro. Entretanto, basta Eduardo dar-lhe uns beijos que ela se desdobra, pois são um casal apaixonado, que aprendeu a conviver um com o outro. Silvia, com a criancice e ligeira boemia do marido, e este, com a rabugência da mulher.
Silvia é muito amiga de Paula, que acaba de chegar de viagem a Paris, para rever a filha no Brasil, Dora, e planeja levá-la para o exterior dessa vez. Dora e Ana são melhores amigas. O pai dela é Adriano, muito rico, foi para a França a pouco tempo e deseja voltar de vez para lá, mas quis deixar a filha no Brasil quando foi até para curtir um pouco com a mulher - deixa escapar para Eduardo.
Dora mora em um pensionato, não tem idéia do planejamento de seus pais. Tem um namoro com Felipe, outro estudante do colégio Tiradentes, não tão reconhecido pelas notas, mas muito honesto e trabalhador, tendo um ofício na sorveteria de Elias para ter seu dinheiro. Dora sente medo de que a mãe não goste do Felipe e esconde ao máximo o namoro.
Felipe é irmão de Augusto. Este é um pilantra. Extremamente orgulhoso, é da pior espécie de gente. Estuda muito pra ser muito rico, a ponto de ser preferido por Paula, como ela comenta certa vez. Ele quer ficar com Dora por achá-la uma gata, nem ao menos tenta pensar nos sentimentos do irmão. Costumava andar às escondidas com Carlos, fazendo atos de vandalismo, mas não quis participar do assalto à sorveteria.
Formavam o trio de amigos: Augusto, Carlos e Falco. Sempre foram muito unidos, até que Augusto subitamente se afastou, quando viu que os vandalismos de Carlos pela cidade estavam passando dos limites (algumas pessoas já tinham visto ele pichando muros e o acusavam de qualquer desordem na cidade), mas, antes, conseguiu com o irmão, engando-o, algumas informações de qual a melhor forma de invadir o estabelecimento, e entregou ao "amigo". Carlos cometia esses crimes só por diversão, ele era de orfanato, mas ficou velho (18 anos) e saiu, passando a morar de favor em outras casas. Depois do assalto à sorveteria, do qual Falco acabou participando por insistência de Carlos, seu pai desconfiou de sua presença no episódio e o proibiu de sair de casa. Depois desse assalto, Carlos passou as últimas semanas foragido, curtindo a vida com o dinehrio obtido, como ele afirmaria ao retornar. Dessa forma, so três se afastaram.
Na casa de Falco, que se chama Francisco Aldo Cordeiro, na verdade, a vida é muito conturbada. Aldo, seu pai, é um alcoólatra, sempre bebe e fica gritando, a noite toda, o nome da mulher, Catarina, que já morreu. Já chegou a invadir o quarto de Falco e querer bater nele, culpando-o da morte de Catarina. Ela faleceu no parto... Entretanto, Martinha, uma negra que cuida de tudo naquela casa, desde que Catarina era viva, como se fosse uma governanta, sempre protege Francisco. Mas quando Aldo não está bêbado, dá para perceber que ele quer o bem do filho, ele tem vontade de dizer que o ama, mas na hora em que vai fazer isso, tem vergonha, e apenas pede que o filho estude para ser um grande homem.
Falco não o trata tão bem, às vezes quer fugir, mas ama demais Marinha para deixá-la. Martinha é mãe de Wanda, uma criança de seis anos, que vive com eles. Martinha sempre pede que a filha seja obediente ao patrão, porque ele é muito generoso. Wandinha é engraçada, se dá bem com todos. Francisco não imagina que Martinha foi abusada certa vez pro Aldo, então ele e Wandinha são irmãos, mas Aldo esconde isso para não sujar seu nome. Entretanto, Falco só descobre isso muito tempo depois, quando talvez já seja tarde, e ele já tanha transformado sua vida num poço de arrependimento.
Seus problemas começam quando chega à cidade um primo de Ítalo, também estudante da escola Tiradentes, chamado Marcos. Ele é um carioca, que vai pela primeira vez, passar as férias no local. Basta conhecer Ana para os dois se apaixonarem. É uma paixão muito avassaladora. Marcos é um rapaz inteligente, de bem com a vida, que faz as declarações mais românticas para Ana, que a faz viver os momentos mais intensos de sua vida.Eles apenas ficam, embora de forma muito séria, mas não querem pensar no em como será com o fim das férias.
Falco fica extremamente enciumado, porque ele tinha na cabeça que Ana era sua, até pelo modo como ela o tratava, sempre achou que eles dariam certo, que ela também gostava dele, mas isso não era verdade. Ele se enganou. Carlos retorna da "curtição" e, às escondidas, conversa com Falco sobre tudo isso, enchendo sua cabeça de mais revolta ainda. Falco vai tirar satisfações com Marcos no primeiro momento em qeu o encontra, na rua mesmo, sem a presença de Ana. Ítalo tenta intervir, mas Marcos pede: "Deixe comigo, eu sei me defender." Os dois discutem, principiam uma briga, mas os adolescentes ao redor intervêm. Isso contribui pra abalar o clima de festa que existia entre os jovens. Ana, ao saber da confusão, fica extremamente enfurecida com Falco e vai até a casa dele pra tirar satisfações. Martinha foi às compras, e Aldo está no Trabalho. Falco fala com Ana como se não soubesse do assusnto que ela tanto reclama, e dá várias investidas nela. Ana o afasta de si, grita com ele, então ele se aproxima, gritando mais alto que a ama: "Será possível que eu não tenho nada pra amar, não tenho uma mãe, não tenho um pai pra amar, agora não tenho uma namorada!' Grita numa mistura de raiva e tristeza, querendo chorar. Ana olha para ele desolada, pede desculpas, diz que sempre gostou muito dele, como amiga, não quer perder essa amizade, ele escuta tudo com o rosto escondido, ela não sabe o que se passa na cabeça dele. Ela pede um abraço. Ele demora um pouco, mas cede a esse abraço. Entretanto, ele começa a apalpá-la, e beijá-la, prendendo-a com força, machucando-a, ela grita por socorro... então Wandinha aparece e chuta Falco, permitindo que Ana fuja. Falco fica olhando para Wandinha... vai até ela, ajoelha-se na sua frente... e diz: eu te amo, Wandinha. E chora.
Ao mesmo tempo, Augusto dá um jeito de fazer Elias pensar que Felipe ajudou no assalto à sorveteria, e a possível criminalidade de Felipe fica na mente do sorveteiro. Certo dia, Paula está na cafeteria da cidade, e Felipe está consertanto sua bicicleta na praça em frente. Augusto paga para alguém dizer a Paula que ela guarde a bolsa e tome cuidado com suas jóias, porque ali adiante está um suspeito de assalto à sorveteria. Quando Dora toma coragem para apresentar o namorado à mãe, ela o recebe dessa forma: "Esse ladrão?!"
Paula expulsa o rapaz de casa, diz que vai levar a filha para o exterior, de qualquer forma os dois não teriam chance mesmo. Felipe, humilhado, sai sem dizer nada. Dora sai junto, sem ouvir os gritos da mãe. Ela pede desculpa, os dois discutem, mas no final se entendem. Ela insite para que ele a leve para qualquer lugar, ele não quer, diz que não deseja desobedecer à mãe dela, mas diante da insistência, leva-a para um parque, onde vão namorar e planejar uma vida de casados. Passam a noite fora.
Falco vai à casa de Ana, sabendo previamente que ela não estaria lá, e revela à Silvia que sua filha está se amancebando com um carioca, malandro, beijando-se com ele em toda esquina onde se encontram. Tempos depois, quando Ana chega em casa, Falco já tendo ido embora há muito, assusta-se ao ver a fúria da mãe: "Não vou permitir que o nome da família Lourenço fique sujo, não vou deixar você namorar por ai com um malandro carioca." Ela deixa escapar que foi Falco quem entegou tudo, o que deixa Ana Cristina furiosa. No final, Cris combina de dar um jantar para levar Marcos em sua residência para todos se conhecerem. Nesse jantar, Silvia se encanta com Marcos. Ele é muito rico.
O caminho de Ana está livre. Os dois já não namoram escondidos. Falco não quer mais aparecer na rua, com vergonha, mas se enche de ódio, ainda mais quando conversa com Carlos, que faz Falco realmente crer que Ana gostava dele, mas Francisco perdeu a guerra, foi um fracassado, ela gostou mais do outro, ele era mais rico, se impunha mais, enquanto Falco não tomava iniciativa. Carlos sugere que Falco bote o surfista pra voltarpro mar dele no Rio. Os dois bolam um plano...
Quando os pais de Dora voltaram de viagem, foram para um hotel, levando a filha consigo, tirando-a da pensão. Desde o dia da briga, Dora voltou para o pensionato. Paula ficou extremamente furiosa pela atitude da filha, mas não era capaz de dar um castigo efetivo na filha, era somente: " não comprar roupas novas, não viajar de 1ª classe, etc..." Dora não queria voltar para o hotel nem ir para França. Adriano, não queria resolver isso, deixou tudo para a mulher, mas bastou Augusto dar um jeito de ele saber que Dora e Felipe passaram uma noite juntos no parque, para ele obrigar a filha a voltar para o hotel.
Ele ficava toda hora se perguntando se a filha estava sentindo enjôos, preocupado, até de modo engrançado. Essa "aventura" da filha ficou como segredo só dele. Entretanto, chegou a vez de a própria Dora abandonar Felipe. Augusto volto a se encontrar com Carlos para pedir algo que ele roubou da sorveteria que demonstrasse claramente que pertencia unicamente ao Elias. A troco de muito dinheiro, Carlos lhe entregou um porta-retrato que tinha pegado na hora em que jogou tudo pra dentro de uma sacola de lixo na hora do assalto...
Augusto colocou a foto dentro da mochila do irmão antes de ele sair pro trabalho. Elias acaba vendo a foto roubada e acusa Felipe de roubo, demitindo-o imediatamente na frente de todos. Felipe sai do estabelecimento furioso, praticamente correndo. Dora, que estava lá, não tem forças para se levantar e ir atrás dele. Ela realmente fica em dúvida.
Felipe volta ao parque onde ficara com Dora, e se pergunta porque ela não foi atrás dele quando viu a cena: "Será que ela realmente acredita que eu roubaria a sorveteria? E, meu Deus, como aquela foto foi parar na minha mochila?" Quando ele menos espera, Carlos aparece, afirmando: "Você sabe que fui eu quem assaltou o Elias... Quer saber com a foto parou nas suas coisas?" "Claro." "Nada que o dinheiro não resolva..." Felipe não quer lhe dar dinheiro, então parte para cima dele, os dois brigam, mas Carlos o gopeia com uma barra de aço, golpe baixo. Carlos o deixa no chão, e diz que se ele quiser saber como se livrar disso tudo, "é só ligar para esse numero e falar comigo, estou aì todas as tardes..." e entrega-lhe o bilhete com o telefone.
Felipe dorme no parque. No outro dia, liga para Carlos. Combinam de se encontrar num lugar bem escondido. Felipe quer lh dar todo o seu salário. Os dois se vêem. Carlos fica enrolando Felipe, mudando de assunto. Felipe está furioso. Quando o primeiro parece que vai contar alguma coisa de importante, a políca chega; Carlos foge numa moto e deixa Felipe, que é preso. Dora fica desolada ao saber dessa prisão. Carlos, depois, reclama para Augusto: "Fugir da políca não foi fácil, eu quero dinheiro em dobro!"
Dora aceita viajar para a França.
------------------------------------------
A cidade se prepara para uma festa à fantasia. Todos os jovens irão, menos Felipe. Ana está muito feliz porque vai curtir a festa com Marcos. Está vivendo um período de muita tranqüilidade, embora sofra com as dores da sua amiga. A festa é para os adultos também; destes, não irão Elias, Aldo, que nunca sai, só fica bebendo em casa, e Martinha. Wandinha também não vai.
Entretanto, Carlos e Falco bolaram um plano. Vão encher Marcos de porrada, fantasiados, para assustar o surfista e fazê-lo ir embora com medo, ou pelo menos deixá-lo deformado de tanto apanhar para Ana não o querer mais.
Antes de irem à festa, Falco vai ao quarto do pai... senta-se em sua cama... pega a foto da mãe no criado mudo... deita-se e chora...
Na festa, Augusto dá muitas investidas em Dora. Entretanto, ela não está muito afim de nada, está triste. Paula também não quer a filha perto de nada que remeta ao Felipe. A chance de Augusto aparece quando Dora não agüenta e ela chora, ele a consola, os dois se aproximam, mais, uma amizade parece surgir. Ana os observa de longe, dizendo a Marcos que quer ver a amiga tão feliz como ela se sente agora com ele.
Falco encara por diversas vezes Marcos, mas este só se diverte. Os jovens fazem a maior farra, assim como os adultos! Pouco mais tarde, Ana e Marcos saem para o estacionamento, para namorarem um pouco longe de todos. É chegada a hora...
Carlos e Falco aparecem fantasiados e acertam Marcos de jeito. Ana fica gritando pedindo ajuda, mas ninguém aparece, Ela vai para a briga pra mim, não ouvindo os pedidos do namorado: "Se afaste, se afaste!" Carlos dá um soco nela, qeu é lançada ao chão, então Falco grita: "Não!" Marcos tem uma chance e bate em Falco, mas logo Carlos volta e o domina. Ana, continua a grita, vários adolescentes aparecem, Carlos foge, mas nesse momeno, ele acerta um soco em Falco e acaba retirando sua máscara. Ana não acredita quando vê, e começam a discutir, Ana fala friamente que não o ama, que ele está agindo como uam criança, mas Falco está enxergando tudo girando, está extremamente abalado, não agüenta ver Ana cuidando de Marcos. Os outros jovens o encaram, também descrentes. Falco deixa uma lágrima cair. Ele ouve: fracassado... (Carlos)... Vai ser um grande homem... (Aldo)... Irresponsável! Pará de se fazer de cego e enxerga logo que você se enganou esse tempo todo! (Ana)... fracassado... Atordoado, ele retira um revólver de dentro da roupa e atira em Marcos...
---------------------------------------------------------------------
Ana grita assustadoramente ao ver o namorado vacilante. Falco eixa a arma cair ao chão e foge. No dia seguinte, ele acorda em meio a um matagal, vê ao longe um pássaro, um falcão, sobrevoando ao seu redor. O pássaro pousa, se aproxima... Falco não tem medo. Depois, a ave alça voo. Falco diz: "Obrigado, Papai do céu, por essa ave..." Dorme novamente.
-------------
A mãe de Marcos chega desesperada ao hospital de Ouro Preto, gritando com todos, pedindo para saírem do meio, insultando a população mineira de criminosa. O estado de Marcos é grave.
-----------------
Elias vai à delegacia, conversa com Felipe... Acaba revelando que sempre confiou nele, realmente não acredita que ele tenha cometido tal crime. Vai retirar a queixa. Felipe aproveita que estão todos em na festa, passa em casa, joga umas roupas na mala e some.
-------------------------------------------------------------------------------
ESTA É a primeira fase de Aurora. Explica quem eram os personagens. O foco mesmo vai ser no que a vida de cada um se transformou depois de todos esses acontecimentos, ou, mais especificamente, em quem cada um se transformou. A segunda fase já começa logo depois que Marcos leva o tiro, e no decorrer vão sendo contados os desdobramentos imediatos. Ana ficou profundamente abalada. Silvia proibiu a filha de namorar quem quer que fosse, ela agora iria escolher seu marido. Eduardo não se manifestou. Mais tarde, ela se casaria com Cícero, um cara muito rico, dono de uma linha de consecionárias, no Rio, para onde se mudam.
Marcos fica paraplégico. A lesão da medula foi muito séria. Os prognósticos é de que a perda seja irreparável, inicialmente, mas, depois, sua recuperação é boa. Ele volta para o Rio de Janeiro. Sua mãe passa a ser super-protetora, mas chega a exagerar. Odeia com todas as forças Ana, embora saiba que foi o verdadeiro amor da vida do filho.
Diante da fulga de Felipe, mais um indício de sua culpa, Dora não resiste às investidas de Augusto. Namoram. Ela engravida, então os dois se casam. Seus pais voltam para Paris sós, mas a sociedade acaba falindo, eles retornam para Minas e ficam dependendo do dinheiro que o casal os envia do Rio. Augusto trabalha com Cícero.
O que acontece com a família de Falco só é revelado no final, quando ele já se arrependeu de todos os seus atos. Ele passa muito tempo foragido após o crime, mas depois reaparece na vida de Ana, com uma chance de se redimir, mas não consegue, por intervenção de Camila*, e acaba prejudicando mais uma vez a vida de Ana. Então, finalmente, ele percebe que toda sua vida se perdeu por conta do orgulho, e arrepende-se. Recebe uma ligação subita de Martinha. Ela pede que ele retorne a Minas, Ana o ajuda e resolve voltar junto para rever a família. Nesse momento, todos os personagens de Minas reaparecem, com um sentimento saudosista. Martinha chamou Falco para lhe contar como o pai dele morreu, vítima do álcool, como a vida naquela casa virou um inferno depois da decepção que Aldo teve com Falco, para revelar que ele e Wandinha são irmãos e dizer que ela seguiu o caminho da prostituição e agora está envolvida com pessoas que querem levá-la para o exterior. Ela pede que Francisco tente resgatá-la. Ele promete que fará isso.
No intervalo desses dois períodos, muita coisa acontece, os personagens são outros. Aparece a verdadeira vilã que vai conduzir todo o resto da história, a *Camila. Existe ainda a história de Dora, que foi forçada por Augusto a abandonar o filho que ela teve com Felipe, e as tramas dos outros personagens que aparecem.
Na parte dois.

Pin It
Atualizado em: Ter 7 Out 2008

Comentários  

#10 Adroaldo 01-11-2008 10:41
a guarda do menino, surge briga judicial. Nesse interim, Falco já voltou, para fúria de Marcos. Ele acaba conquistanto Cláudia, mas quer mesmo é Ana. Quando Camila descobre toda a história de Minas Gerais, tenta tirar o maior proveito possível, manipulando Falco para fazer as piores maldades. Dora já está separada de Augusto, com quem teve o filho Charles. Augusto é casado com Estela, uma mulher que sofre com o marido, mas sempre baixa a cabeça para ele. Charles, namora Isabel, por quem Carlito, o filho de Dora com Felipe, acabará se apaixonando tbm. É + ou - isso. LEIAM DE BAIXO PARA CIMA! :D
#9 Adroaldo 01-11-2008 10:41
a guarda do menino, surge briga judicial. Nesse interim, Falco já voltou, para fúria de Marcos. Ele acaba conquistanto Cláudia, mas quer mesmo é Ana. Quando Camila descobre toda a história de Minas Gerais, tenta tirar o maior proveito possível, manipulando Falco para fazer as piores maldades. Dora já está separada de Augusto, com quem teve o filho Charles. Augusto é casado com Estela, uma mulher que sofre com o marido, mas sempre baixa a cabeça para ele. Charles, namora Isabel, por quem Carlito, o filho de Dora com Felipe, acabará se apaixonando tbm. É + ou - isso. LEIAM DE BAIXO PARA CIMA! :D
#8 Adroaldo 01-11-2008 10:36
Dora está separada, e Felipe volta para reconquistá-la e pedir a metade da fortuna do irmão, da herança. Além disso, seu filho que foi abandonado luta para reencontrá-la. Juliana, trabalha com Ana, tem muitas desilusões amorosas cômicas até conhecer Pedro, com quem casa, mas ele é o seu pior pesadelo, muito agressivo. O divisor de águas é que Cícero, em confusão com Camila, acaba morrendo, deixando-a grávida. Ela vai brigar agora com a família dele pra ter tudo do bom e do melhor. Mas não cuida do filho, e chega até a dá-lo para uma mulher pedir dinheiro na rua. Cláudia descobre isso e quer...
#7 Adroaldo 01-11-2008 10:36
Dora está separada, e Felipe volta para reconquistá-la e pedir a metade da fortuna do irmão, da herança. Além disso, seu filho que foi abandonado luta para reencontrá-la. Juliana, trabalha com Ana, tem muitas desilusões amorosas cômicas até conhecer Pedro, com quem casa, mas ele é o seu pior pesadelo, muito agressivo. O divisor de águas é que Cícero, em confusão com Camila, acaba morrendo, deixando-a grávida. Ela vai brigar agora com a família dele pra ter tudo do bom e do melhor. Mas não cuida do filho, e chega até a dá-lo para uma mulher pedir dinheiro na rua. Cláudia descobre isso e quer...
#6 Adroaldo 01-11-2008 10:32
continuando... Procurar algo sujo para chantagear Ana e conseguir dinheiro dela. Como não consegue, ela apela para seduzir Cícero, marido de Ana. Esse cai como um patinho. Ela faz uma armação e usa para chantageá-lo, faz Ana ficar encucada com ele. Cícero fica meio pirado, bate em Camila. É a maior confusão, depois eu explico direito. Ainda tem a mãe de Marcos, que faz de tudo para o unir a outra mulher, Sandra, e tenta prejudicar Ana. Sua vida não é só de problemas, ela se diverte muito no trabalho, com a filha, Cláudia, que a ajuda muito, e com Dora. E Marocos é só um grande amigo por hora..
#5 Adroaldo 01-11-2008 10:32
continuando... Procurar algo sujo para chantagear Ana e conseguir dinheiro dela. Como não consegue, ela apela para seduzir Cícero, marido de Ana. Esse cai como um patinho. Ela faz uma armação e usa para chantageá-lo, faz Ana ficar encucada com ele. Cícero fica meio pirado, bate em Camila. É a maior confusão, depois eu explico direito. Ainda tem a mãe de Marcos, que faz de tudo para o unir a outra mulher, Sandra, e tenta prejudicar Ana. Sua vida não é só de problemas, ela se diverte muito no trabalho, com a filha, Cláudia, que a ajuda muito, e com Dora. E Marocos é só um grande amigo por hora..
#4 Adroaldo 01-11-2008 10:24
Obrigado pelo comentário, isso me gratifica muito. Eu realmente não estou com tempo suficiente para prosseguir com a história, mas ela ainda tem muitas surpresas. Como eu falei, ela muda completamente. O Falco demora a reaparecer, quando ele voltar, o contexto será outro, mas sua personalidade será a mesma, ele não deixará aquele início em Minas Gerais ser em vão.
A verdadeira vilã, Camila, será a empregada de Ana. Esta reencontrará arcos e ficará atormentada, porque gosta do marido, mas ama mesmo o "surfista". Ana não permite que seu amor avance, mas Camila tentará descobrir algo sujo.
#3 Adroaldo 01-11-2008 10:24
Obrigado pelo comentário, isso me gratifica muito. Eu realmente não estou com tempo suficiente para prosseguir com a história, mas ela ainda tem muitas surpresas. Como eu falei, ela muda completamente. O Falco demora a reaparecer, quando ele voltar, o contexto será outro, mas sua personalidade será a mesma, ele não deixará aquele início em Minas Gerais ser em vão.
A verdadeira vilã, Camila, será a empregada de Ana. Esta reencontrará arcos e ficará atormentada, porque gosta do marido, mas ama mesmo o "surfista". Ana não permite que seu amor avance, mas Camila tentará descobrir algo sujo.
#2 Geraldo Mota Valintim 14-10-2008 13:48
MUito bom seu texto, mas espero ver os próximos capítulos com diálogos e também que vc insira temas para reflexão e questionamentos da sociedade é a tônica da maioria das novelas atuais.

Grande abraço
#1 Geraldo Mota Valintim 14-10-2008 13:48
MUito bom seu texto, mas espero ver os próximos capítulos com diálogos e também que vc insira temas para reflexão e questionamentos da sociedade é a tônica da maioria das novelas atuais.

Grande abraço

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222