person_outline



search
  • Contos
  • Postado em

Candidato

– Sou novo ainda e, ao contrário de muitos, queria seguir a carreira política.

– Grande ideal, meu jovem. Saiba que você veio ao lugar certo.

– É! Eu vi a propaganda deste partido na televisão. Pensei em me filiar para concorrer nas próximas eleições.

– Em nosso partido damos muita importância às convicções políticas. É claro que alguns fatores influenciam, como a popularidade, a base eleitoral, os parentes importantes, patrocinadores.

– Mas eu tenho um dilema que incomoda.

– Qual meu jovem? Diga. Estamos aqui para esclarecer suas dúvidas.

– Ao mesmo tempo em que tenho fascínio pela política, sinto medo e até vergonha já que todos são vistos como corruptos e oportunistas.

– Como em qualquer profissão existem os bons e os maus exemplos. Assim é o ser humano.

– Diz-se também que com o tempo as boas intensões desaparecem, o sistema engole e molda os ideais.

– A democracia não vinga sem seus protagonistas principais: os eleitos. Igualmente existe a justiça para corrigir deslizes humanos em qualquer área de atividade. Por fim as eleições seguintes servem para ajustar erros de percurso.

– Justiça? As eminências ilustres, que deveriam zelar pelo direito, decidem influenciadas por forças criminosas e são reféns das figuras políticas e econômicas dominantes. Já muitos eleitores agem como cegos idiotas, reelegendo sem cerimônia aqueles, comprovadamente desonestos.

– Novamente. Não se deve generalizar. Se assim fosse nada funcionaria no país. A lei da ficha limpa também foi o bom avanço.

– Então, o que o Senhor me aconselha?

– Primeira coisa: Não exagere nas promessas. A maioria cria falsas expectativas apenas para ser eleita.

– Mas sem esse recurso, o que fazer?

 – Ao invés de prometer procure demonstrar sua capacidade de realização. É a ação que move obstáculos, não a oratória vazia.

– Faz sentido.

– Vejo que você já esclareceu as dúvidas, está consciente, pode se filiar ao partido e entrar na luta. O tempo é curto.

– Ótimo. Estou com muito gás e vou fazer a diferença.

– De qualquer forma, não se iluda meu jovem. Logo que você assumir um cargo tornar-se-á culpado por todos os males anteriores. As pessoas não distinguem o novo do antigo. Assim é a política. Não importa o produtor da merda, mas sim quem está sentado no vaso ou mais perto da moita.

Pin It
Atualizado em: Sáb 23 Ago 2014

Comentários  

#6 S_junior 18-01-2015 10:13
Realmente é um texto bastante inteligente e divertido de ler, uma pena que retrata a nossa politica de forma bastante verossímil.
#5 PauloJose 04-10-2014 13:00
muito bom!
show...
#4 wicos 30-09-2014 22:26
RSRSRS DÁ MESMO PRA RIR VALEU AMIGO GOSTEI
PARABÉNS DO AMIGO WICOS
#3 tania_martins 27-09-2014 12:30
Parabéns!
Abraços.
#2 azara 25-09-2014 12:12
Gostei seu humor é otimo.Parabéns
#1 PauloJose 24-09-2014 22:06
kkkkkkk,(risos)
verdade,
parabéns
abraços.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222