person_outline



search
  • Terror
  • Postado em

Foi na 13ª Peregrinação da Cidade de Uruk

Foi durante a décima-terceira peregrinação na Cidade de Uruk, que se deu uma revoada de dez trilhões de lacraias aladas, vindas dos subterrâneos do Deserto de Ur.

 

Invadiram tudo: consumiram casas, prédios, nem mesmo os exércitos e suas armas de energia puderam vencê-las. As lacraias, menores do que os poros dos humanos, entravam pela pele e comiam as pessoas vivas, se deslocando pelo seu sangue. Alojavam-se nos músculos e os reduziam a uma massa gelatinosa putrefata. Os nervos eram devorados. As dores lancinantes e horríveis faziam homens e mulheres se debaterem em convulsões violentíssimas, gritarem e urrarem, até suas cordas vocais estourarem. Os ossos ficaram à mostra, os tendões arrebentavam, sem a sustentação que os músculos agora dissolvidos antes proporcionavam. Mas o cérebro era o último órgão que sobrava. Por isso, a consciência perdurava até o final.

 

As crianças não foram poupadas. Tão jovens, estendiam-se no chão, chorando e berrando. As terríveis lacraias sabiam da fragilidade das crianças. Então, devoravam-nas mais lentamente ainda, o que ocasionava uma perda menor dos músculos. Porém, a loucura, que chegava aos poucos, as fazia dizer coisas tão horríveis, que os adultos já loucos pelas dores as matavam. Eles as matavam a pauladas, ou a facadas. Matavam-nas, às vezes, muito devagar, pois na verdade, as lacraias guiavam as ações dos homens. E no início da dor, não foram poucos os que se atiraram dos edifícios, ou disparavam contra si mesmos. Alguns ateavam fogo em seus corpos, para tentarem acabar com suas dores agoniantes. Venenos eram ingeridos. Houve incontáveis casos de overdose de drogas. Homens matavam outros homens e mulheres e estas esmagavam as suas cabeças no chão ou estraçalhavam-se com instrumentos de corte e carpintaria. Marteladas eram dadas em si mesmas e facas elétricas eram usadas, muitas vezes.

 

Sem serem detidas, as lacraias tornaram o Planeta Terra na mais terrível danação e um Inferno Maldito e Louco. No fim, antes que as lacraias tomassem conta de todos, alguns homens lançaram um ataque devastador com armas nucleares, mas sem inimigo, senão o próprio homem, que tentava a todo custo acabar com as dores.  Mas as lacraias não puderam ser destruídas. Eram desumanamente invencíveis e partiram pelo espaço para o próximo planeta habitado. Era o fim do Universo, como um lugar de paz.

Pin It
Atualizado em: Qua 15 Out 2014

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222