person_outline



search

3 almas morreram por amor

Muitas pessoas conhecem as diversas versões da famosa Oração das Três Almas que Morreram por Amor, com o objetivo de trazer-lhes seus amados de volta. A versão mais conhecida é esta: “Oração das três almas” "As três almas que morreram por amor, as três almas que morreram afogadas, as três almas que morreram enforcadas: Juntem-se às três mais, seis vãos no coração de fulano e deem três apertos, três beliscões e três badaladas. Se ele estiver dormindo, que não durma. Se ele estiver amando outra, que não ame. Se ele estiver bebendo, que não beba. Se ele estiver comendo, que não coma. Se ele estiver trabalhando, que não consiga trabalhar. Abra a porta e faça com que fulano não tenha sossego no coração enquanto não voltar para mim". Bata o pé esquerdo três vezes seguidas, sempre no mesmo horário e com firmeza!" Mas, poucas pessoas conhecem a lenda que gerou esta reza: Na Idade Média, Dioclécia foi obrigada, pela sua família, a ficar noiva de Henrique, um fazendeiro rico da região que era perdidamente apaixonado por ela. O problema é que a moça tinha um romance, às escondidas, com Ricardo que era um pobre lavrador. No dia do casamento, antes de dizer o "sim" no altar, Dioclécia saiu correndo da igreja em direção a um rio. Deste jeito, Henrique correu atrás dela. Ricardo, que estava na vila, vendo aquela confusão, seguiu os dois. A jovem, desesperada, se jogou neste rio. Desta maneira, Henrique, que não sabia nadar, se jogou nas águas com o objetivo de salvar a noiva. Ricardo, que viu tudo, também entrou no rio para salvar a amada. Mas, tudo foi em vão. Pois, os três morreram afogados por amor. Quando chegaram ao Paraíso, São Pedro disse-lhes: - Vocês três não poderão entrar no céu. Porém, com certeza o demônio não aceitará vocês no Inferno. Portanto, terão que ficar no Purgatório, com uma missão especial: - Como morreram por amor, seus espíritos terão a permissão de rondar a Terra com o objeto de ajudar as pessoas que sofrem por causa de um romance. Assim, que vocês ajudarem os seres apaixonados de forma suficiente, terão a permissão de entrar no Paraíso. - Para isto, o anjo do Amor Romântico jogará um papiro de papel com uma oração para que os humanos invoquem as suas almas. Toda a vez que vocês escutarem esta prece, deverão ajudá-los no amor. - Porém, vocês não trabalharão sozinhos. Pois, terão a ajuda de outras três almas que morreram enforcadas por amor, e, também de mais três mestres invisíveis que faleceram por causa de um romance há mil anos. Também na Idade Média, existia numa vila, uma mulher chamada Sabrina, que se casou, por imposição da família, com Eduardo, que era apaixonado por ela. Porém, esta senhora teve um amor na adolescência: Juarez, um caixeiro ambulante, que foi embora da sua aldeia com menos de um mês de relacionamento. O problema é que depois de um ano de casamento, Juarez voltou a sua vila. Logo, os dois passaram a se encontrar, às escondidas, na floresta. Mas, Eduardo, achando que sua esposa estava muito estranha, mentiu que ia trabalhar, para segui-la. Desta maneira, ele acompanhou os passos da companheira e pegou Sabrina com seu amante na floresta. Sem pensar, Eduardo, contou tudo para a Inquisição, que resolveu enforcar a mulher em praça pública. Desta maneira, Sabrina foi morta. Porém, Eduardo se arrependeu da denúncia que fez à Inquisição e se enforcou na frente de todos. Logo, Juarez ao ver que sua amada tinha sido executada por causa da sua paixão proibida, também resolveu se enforcar na frente de todos. Quando chegaram ao Paraíso, São Pedro explicou-lhes: - Vocês três não poderão entrar no céu, pois Sabrina foi adúltera e os outros dois se suicidaram. Portanto, terão que ficar no Purgatório, com uma missão especial: - Como, de certa forma, vocês morreram por paixão, seus espíritos terão a permissão de rondar a Terra com o objetivo de ajudar as pessoas que sofrem por causa de um romance. Assim, que vocês auxiliarem as criaturas apaixonadas de maneira suficiente, terão a permissão de entrar no Paraíso. - Para isto, o anjo do Amor Romântico jogará um papiro de papel com uma oração para que os humanos invoquem as suas almas. Toda a vez que vocês escutarem esta prece, deverão ajudá-los no amor. - Porém, vocês não trabalharão sozinhos, pois terão a ajuda de três almas que faleceram afogadas: Dioclécia, Henrique e Ricardo, e, também de três mestres invisíveis que morreram por causa de amor. Após estas palavras, São Pedro fez as apresentações. Por causa disto tudo, até hoje as almas de: Sabrina, Eduardo, Juarez, Dioclécia, Henrique e Ricardo trabalham juntas quando são invocadas através da oração chamada: Três Almas que Morreram por Amor. Reza a lenda que devemos fazer esta prece quando queremos que o nossos amados voltem para nossos braços.

Pin It
Atualizado em: Sáb 28 Dez 2013

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222