person_outline



search

menções honrosas

mesmo quando ainda era um moleque que jogava bola de kichute e cabulava aula no ibirapuera e conhecia a cara de seus ídolos musicais apenas pelas fotos em preto  
e branco das contracapas de edições nacionais dos poucos discos que eram lançados no país sem nunca ter podido vê-los se mexendo em vídeo já sabia que o acaso estaria a seu favor e a falta de futuro que seus pais previam para ele viraria uma vida rica de aventura dentro ou até além daquilo que ele podia esperar de si mesmo e quando os loucos tomaram conta do hospício ninguém mais achava estranho que ele ouvisse patti waters e quisesse fazer algo que soasse como ela deixando de lado concepções musicais radiofônicas para pais de família conservadores e ele que até então tocava sozinho murder balads dos anos 50 e musicalmente estava acostumado a fazer muito com pouco acrescentou teor psicodélico a essa bagagem ao formar com mila cox no baixo e seu amigo de infância ortega na bateria a banda happy sad tunes que anunciou seu show de estrèia no jornal da quina antes mesmo de ensaiarem e mesmo assim tudo aconteceu conforme o previsto a não ser pelo fato do pai de mila ter comparecido e ter se oferecido para empresariar a banda que achou melhor encerrar as atividades por ter ido longe demais logo no primeiro show e o ano era 1978 e tanto ele como ortega pleiteavam uma vaga no coração de mila que por sua vez queria usar a banda apenas como trampolim para o sucesso de sua carreira solo que de fato aconteceu ainda que longe dos holofotes midiáticos e o fato dela ser a única pessoa viva entre os três hoje em dia diz muito sobre isso.
Pin It
Atualizado em: Dom 5 Maio 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222