person_outline



search
  • Contos
  • Postado em

Último encontro

Ambos estão tendo seus momentos de conflito interior. Culpa, raiva, indecisão...
Conversam e decidem não mais se ver pessoalmente, apenas ficar por mensagens. Decidem serem apenas amigos. Porém o amor não muda.
Ela diz:
- Amar é querer a felicidade do outro. É respeitar.
Ele diz:
-Obrigado meu amor.
Continuam a conversar e ela pede um presente. Visto que é chegado o dia de seu aniversário.
Ele diz:
- O que quiser meu amor.
Ela diz:
- Quero um último encontro. Quero – te todo de preto para te amar.
Ele diz:
- Assim será feito.
Novamente marcam no ponto do 1º encontro. Ela chega antes e fica ao esperar por 2 minutos, pois ele já vem correndo entre os carros para abraçá-la, beijá-la.
Ela com um roupa preta, sapato preto, unhas lindas e bem feitas, com uma bolsa também preta, uma jóia em seu braço, maquiada com olhos  sedutores... Estava linda e elegante como sempre.
Ele vestido como ela pediu: com uma blusa social, calça social , sapato social, cinto. Todo de preto.
Arrancam suas máscaras e se beijam. Ali no meio da rua... Um abraço com mesmo desejo e amor.
Ele a pega pela mão e, ela deixa ser guiada. Ele para e chama um taxi. Destino: Motel.
Eles trocam olhares no carro, já prevendo o que estaria por vir.
Ela diz:
- Está lindo meu anjo.
Ele diz:
- Você também está muito linda meu amor...
Chegam ao local e, ele pega a chave do quarto.
Chegam ao quarto. Local onde ficará marcado para sempre em suas vidas.
Começam a se beijar... Beijos de tirar o fôlego e fazer sentir borboletas na barriga...
Entre um beijo e outro se olham e dizem sussurrando que se amam.
Ela começa a desabotoar a blusa dele, ao mesmo tempo em que vai beijando seu corpo. Ele apenas sente o toque de suas mãos e seus lábios em seu corpo.
Ela senta na cama e ele em pé. Ela tira o cinto e abre a calça. Lá está de frente ao seu pau duro, coberto por uma cueca Box preta. Ela fica louca de tesão e, se tirar a cueca já começa a chupá-lo. Arranca com a boca a cueca e coloca em sua boca aquela piroca  dura e cheia de tesão. Ele pega no cabelo dela e com um leve jogar de mão empurra a cabeça dela para engolir a piroca toda ate ficar toda em sua boca. Ela se engasga e fica com os olhos cheios de lágrimas... Ele pergunta se machucou? Ela diz: - Não meu amor, penetra com ele em minha boca. Fode minha boca como você fode minha xota.
Inicia-se um sequencia  de engolidas que o deixa louco...
Ele a deita na cama e, ela apenas de calcinha preta bem sexy o  deixa  tomar o controle da situação. Ele vem subindo beijando-a, lambe sua buceta por cima da calcinha... continua a subir e lambe seus seios, beija seu pescoço e para em seus lábios. Ficam por longos minutos se beijando. Trocam olharem e carinhos. Ele diz em seu ouvido que a ama, que ela é linda...
Enquanto beija, ele tira a calcinha dela e como que de repente, lá está seu pau a penetrar sua buceta. Buceta já toda melada de tesão . Ela inclina seu corpo para trás mostrando que está com desejo. Ele já conhece o corpo de sua amada, sem mesmo ela falar. Ele tem a sensibilidade que poucos tem. Ele sabe tocá-la, beijá-la, penetrá-la como ninguém nunca o vez antes...
Ele tira seu pau e desce para chupá-la. Ela diz que não. Ele não entende mas respeita.
Ela vai ate sua bolsa e pega um gel. Derrama um pouco no pênis dele e começa a masturbá-lo. Ele sente ficar quente e ela assopra, que faz agora sentir um gelado. Ele tem uma sensação muito prazerosa. Ela pega seu pau e chupa com uma vontade que ele fica louco.
Ele diz:
- Era isso que você queria como presente?
Ela diz:
- SIM...
Ele diz:
- Então usa e abusa do seu presente. Mata sua fome de rola.
Depois ela pega uma caneta que tem em seu interior um creme. Faz setas no corpo dele. Depois desce lambendo-o. Ele olha maravilhado. Olha com amor e desejo. Pensa que a mulher com quem sempre sonhou estava ali em sua frente pagando um boquete.
A mulher que sempre desejou ao seu lado. A mulher a quem agora ele entrega não apenas seu corpo em um momento carnal, mas sim seu coração, sua vida...
Depois do ato consumado, ele pega um envelope que contém uma carta. Na carta palavras de amor e felicitações que a fazem chorar. Ela diz que o ama e esta muito feliz ao seu lado.
Ele a olha e em seus olhos tem algo que precisa dizer. Mas ela antes dele falar, ela diz:
- Você não mais falara comigo? Essa é nossa despedida?
Ele diz com a voz embargada:
- Sim.
Eles se abraçam e choram. Ele sente dor... Ela tristeza.
Ambos não queriam se separar, mas é necessário. Para não magoar outros, preferem eles mesmos sofrerem.
Vão tomar um banho e, mesmo junto à água do chuveiro ele percebe as lágrimas dela. Quantas lágrimas eles já não derramaram embaixo do chuveiro, em seu secreto. No local que ninguém os vê.
Se arrumam para irem embora, mas antes ele pede uma coisa que há muito tempo já queria fazer.
Ela diz:
- O que quer fazer?
Ele diz:
- Orar por você.
Ela diz:
- Creio não ser o local e ora certa.
Ele diz:
- Ok. Entendo.
Mas ela se vira e diz:
- Já que queres meu amor, faça sua oração.
Eles sentam-se na cama e, inicia-se uma oração.
Ele ora por ela e ao final ela ora por ele.
Orações simples, porém com uma força e verdade. Ambos queriam fazer isso desde o início, mas deixaram para aquele dia. O dia da despedida. Dia do Adeus. Dia do choro.
Saem do local e ele a leva até o ponto de ônibus.
O ônibus chega e, ela se vai...
Vai com o coração dele. E, ele fica com o coração dela...
Pin It
Atualizado em: Seg 19 Out 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222