person_outline



search

Molina

viu a massa ser conduzida à barbárie e ilicitamente abençoado de humanismo traçou sua própria estratégia de manutenção da paz e seus ardilosos antagonistas desdenhavam do fato dele morar num caminhão e beber corote de pêssego e não temer a ameaça do desconhecido que nunca mentiu às suas expectativas e criou uma obra literária miraculosa que ninguém leu mas com a rara sagacidade que o distinguia evoluiu ao resolver que ser subalterno de burro não é um predicado valioso e morreu para compartilhar o mesmo caixão de sua namorada e tomou sua ultima cachaça achando feia a mancha de dendê na camisa e sabendo que paciência é virtude mas era sua namorada quem fazia a contenção nos pontos vulneráveis de sua vida até mesmo quando ela ouvia a voz do Brasil só para aprimorar seu português enquanto ele folclórico que era tornou-se escritor dessa maneira.
Pin It
Atualizado em: Ter 19 Mar 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222