person_outline



search

Poema símplice (indriso em duas diástoles)

Neste poema símplice, canto meus versos mais íntimos.


Levo aos lábios a taça da minha alegria,

incoerente, emotiva e pagã,

em essência harmônica e mágica.


Meus trajes exalam aroma doce.


Ar fecundo me permeia os espaços.

Minha alma é clara e intangível.

Minha presença é sedutora, marcante e agridoce.

Pin It
Atualizado em: Sáb 14 Fev 2015

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222