person_outline



search
  • PoEmas
  • Postado em

Foice

Sorriso afiado
Alma degolada
Seres decapitados
A lástima da pessoa amada

Ser psicótico
Gargalha sem parar
Existe do puro ódio
E o prazer de não pensar

Caminha de ante a cena
Que acaba de criar
Não era apenas obscena
O desprezo estava no olhar

Suas garras estão manchadas
O escarlate por lá escorre
As almas foram reclamadas
O poder dali transcorre

Pilhas e mais pilhas
Corpos em todo o lugar
Esquartejados seguiam uma trilha
Onde ninguém nunca chegou a voltar

Era esse seu destino
Não podia nem queria negar
Seguiu seu caminho
Ainda tinha que trabalhar

Não sinto amor
Não sinto dor
Não sinto compaixão
Não sinto ambição
Não sinto aflição
Não sinto nada

Sou frio!
Sou seu pesadelo!
Sou seu alivio!
SOU SUA MORTE!

Kimily L. Freitas
Pin It
Atualizado em: Seg 5 Dez 2016

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222