person_outline



search
  • PoEmas
  • Postado em

O começo

Uma estrela que não brilhava igual as outras
Se sentia sozinha por ser diferente
Do seu rosto caiam gotas
Na verdade a estrela é gente
 
Era julgada pela aparência
Pois não a viam por dentro
Mas o que faltava era convivência
Então o que restava eram lágrimas ao vento
 
Cada estrela tem seu brilho
Mas o dessa era especial
Apesar do seu jeito frio
Por dentro era alguém amável e genial
 
Certo dia se apaixonou
Por uma linda estrela reluzente
Se perguntava o porquê que nunca a notou
E por ironia do destino, ela está na sua frente
 
Um coisa que nunca aconteceu antes
Ela chegou e disse que lhe amava
Sem reação, apenas observando
Aquele rosto que tanto lhe encantava
Olhou para ela, é o que sentia por ela acabou falando.
 
Os dois estavam sempre juntos
Brilhando por onde passavam
Mais o amor entre eles não possuía escudo
Então cada vez mais se distanciavam
 
Até que um dia
Ela se apagou do céu dele
E o amor que ele tinha
Cada vez mais em seu peito doía
 
A linda estrela reluzente
Foi embora sem avisar
Deixando uma dor enfervecente
A solidão e sem ninguém para amar
 
Pobre estrela que amou
Sua felicidade foi embora
E continuou sofrendo
Com o amor que ainda lhe restou.
Pin It
Atualizado em: Qui 12 Nov 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222