person_outline



search

MALDIÇÕES

Eis que não encontro a maldita saída
Nós cegos embaraçam a linha da  vida
Céu carregado, sol encoberto
Rios navegáveis se tornam deserto
Unha encravada, sapato novo...
Zumbido alto que causa estorvo
Ideias surgem e logo desaparecem
Luz apaga, as trevas prevalecem
Habitat em sombras, ruído infernal
Abismo sem ponte, perigo real
Depois de tanta procura... desistência
Afasta sanidade, aproxima a demência.

Pin It
Atualizado em: Qua 23 Maio 2012

Comentários  

#3 CHARIETH 11-07-2013 10:34
Show, show, show!!!!!
#2 azara 30-07-2012 18:20
Muito bonito,eu tb estou com saudades de voce.Abraços
#1 lindinha 17-07-2012 14:52
Já passei por momentos assim descrito por ti, neste belissimo acróstico, ti admiro muito Seth, saudades, meu querido.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222