person_outline



search

Acróstico da desesperança esperançosa

  D e certo, a esperança morou em mim a vida toda,
  E eu sempre cri que esperar seria um caminho e fiz minhas esperas
  S erenamente. Mas, na verdade,
  E u nunca fui muito boa em esperas!
  S empre vivi de urgências,
  P orque a vida nunca esteve no mesmo tempo que eu...
  E nquanto minhas necessidades e sonhos transbordam dentro de mim, a vida sempre me
  R equer uma espera que me massacra, pois eu não consigo mais me conter, me reter, me deter.
  A final, tenho pressa de viver!!! Tenho pressa de ser feliz!!! Pressa de 
  N ão mais ter que sofrer, nem ter que
aÇoitar meus desejos, para caber numa vida que não me cabe: sem emoção, sem graça, sem amor recíproco.
  A vida sempre me obrigou a esperar, mas corro contra o tempo e por isso eu agora decidi que não espero mais, vou sair pra vida e fazer acontecer!
     
   Decido isso no tempo agora, para que amanhã em todo o tempo, isso seja o meu presente!
Pin It
Atualizado em: Seg 26 Nov 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222