person_outline



search

INVASÃO NÃO PERMITIDA


montagem_boca_fechada

de onde vens, como loucos sugadores, que não suporto,

Impõe-se, me forçam a engolir sua presença

Usam nossos fragmentos sadios,  parte de nossas vidas,

Tudo gira a seu bel-prazer, e se fazem desprezíveis

 

Exploram nosso tempo mesmo quando não queremos,

Como invasores não tem nada a acrescentar,

Querem nos encher do nada que carregam

Vazios vem, e nos abocanham com palavras ocas

 

Vivem num círculo aberto, de incertezas estéreis

Escorregam suas mãos pegajosas, pegam a chave não permitida

Penetrando e roubando nossa privacidade

E arrastam, puxam, se esfregam em nossos pensamentos

Os ponteiros do meu relógio se movimenta ao seu gosto

 

Não me invada, falatoriais, línguas soltas.

Seres imbuídos de tanta futilidade, cheios de boas intenções

Se não pinga seu nexo, fecho meu abraço, tranco minha vida.

Não aproximem-se impondo um mundo vão.

 

Poderíamos escolher se não viessem fora do acesso permitido,

Quando menos esperamos, estas pessoas nos pegam desprevenidos,

Por favor, calem-se, calem, essa alma soberba,

Calando seu mundo extremo não preciso experimentar seu sabor,

 

Desloquem sua presença, dêem-me abertura, mas não se exponham

Fiquem nesse submundo dentro de um shopping center

O tempo é meu não é seu, não perca seu tempo, não tente,

Pois o meu delírio, é me permitir ser roubada.

Pin It
Atualizado em: Dom 7 Fev 2010

Comentários  

+1 #19 Cely 24-04-2010 20:49
:D
Maga querida sua obra está deslumbrante!!!!
Tua inspiração como sempre é fantástica.
Milhões de estrelas!!!
Deus te abençoe menina!
Beijos de poesias...
Carinhosamente,
Cely, amiga e fã da sua brilhante inspiração...

:love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love: :love:
#18 Robson 24-04-2010 10:23
Maga que obra maravilhosa!
Já escrevi algo que remonta essa mesma idéia, " estou atado a conceito de humanos que acreditam possuir tudo de bom e correto em relação as idéias!" ...
Querida sua página é um espetáculo, e vc já sabe de meu apreço ! Com plena certeza este já está entre meus favoritos, está estrelado, lido,e amado!
Forte abraço ! :D
#17 tania_martins 17-03-2010 14:56
Parabéns!
#16 Juarez_do_Brasil 04-03-2010 08:19
Parabéns Maga por tão intensa poesia.
+1 #15 Abreu 19-02-2010 02:36
"Querem nos encher do nada que carregam /

Vazios vem, e nos abocanham com palavras ocas".



O bicho-homem, sempre hostil a ele mesmo...
#14 RaymundoLuizLopes 18-02-2010 23:51
Opressores e oprimidos, não raras vezes, convivem dentro de certas regras. Mas, há e haverá momentos para transgredir e se libertar. É necessário saber quando 'silenciar' e 'gritar'.
Você se revelou. Parabéns!
:Pirate: :no-comments: :D :love:
#13 PauloSiqueira 17-02-2010 23:02
Parabéns minha querida Lora!
Esse texto me fez refletir sobre essas pessoas que roubam nosso tempo, que não acrescentam nada a nossa vida e que quando saem parece que nunca existiram.

Beijão.
#12 Pamaro 12-02-2010 11:52
Parabéns estrelado, Maga. Junto-me à sua revolta e, com sua licença, digo: -
Que esse grito de guerra-
Ecoe por toda a Terra,-
Servindo a todos de alerta.-
Àqueles, especialmente,-
Que, sem nehuma autoridade, -
Invadem nossa privacidade.
+1 #11 master22 11-02-2010 20:56
Infelizmente andamos rodeados de pessoas que nos querem pregar o conto do vigário...
Ufa! fiquei sem palavras perante a eloquência de tão soberbo poema...
Muitos parabéns
#10 LuMa 11-02-2010 05:10
Maga, que domínio de linguagem vc possui para estabelecer algo abstrato como esse belo poema. Pudera possuir esse dote. Me estimula a entrar mais vezes neste endereço, acredite. Um grande abraço!

PS: Maga, muito obrigada pela sua visita no meu blog e palavras gentis lá na minha crônica deste site. Preciso de mais tempo para escrever, e por ora, estou postando o que já publiquei no blog. Abraços, de novo!

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222