person_outline



search

Rebento

Teço cadeias de afeto

Quando te embalo em meu peito

Dá-me teu olhar secreto

Esse ar meio sem jeito

De quem quer alguém por perto

 

Do seio que te ofereço

Não tiras somente alimento

Vai junto com apreço

O meu melhor sentimento

 

Esta rede que nos embala

Gira junto a roda da vida

É quando a tristeza se cala

E esta existência comprida

Se aprisiona numa redoma...

 

Aí, só existe a soma

Do que formamos nós dois

E o tempo retorna para ti

No sono que tens depois.

Pin It
Atualizado em: Ter 10 Ago 2010

Comentários  

#78 PauloJose 02-07-2012 09:48
O ENCONTRO DA PREPARAÇÃO COM A OPORTUNIDADE
GERA O REBENTO QUE CHAMAMOS AMOR, SORTE.
PARABÉNS!!!
ABRAÇOS.
#77 PauloJose 21-04-2012 10:37
INSPIRADOR, BELÍSSIMO ESTA POESIA ESTRELEI!!!
#76 PauloJose 14-04-2012 08:41
LINDO E SEM DIMENSÃO! NOSSA EXCELENTE, SIMPLESMENTE UM SHOW DE POESIA.QUE NOS ALEGRA...DEVERAS.PARABÉNS!!! :-)
#75 willpoeta 04-12-2011 23:18
SENSACIONALMENTE LINDA AS SUA POESIA PARABENS
#74 PauloJose 04-12-2011 21:29
LINDO RACKEL, PARABÉNS, DE CORAÇÃO!!! :zzz
#73 Kris 17-11-2011 15:48
Gostaria de deixar registrar aqui,
meus cumprimentos.
Parabéns, Rackel
#72 azara 13-11-2010 23:13
ADOREI
#71 rackel 06-11-2010 13:06
Obrigada, Pjlima.
#70 rackel 26-10-2010 17:21
CesarAugusto,
A maternidade é uma dádiva da natureza. Obrigada.
#69 rackel 26-10-2010 17:20
Wicos, obrigada pela gentileza do comentário e visita.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222