person_outline



search

voyeur

Eu sou os olhos mal-encarados

Desse Portinari falso na parede de tua sala,

Assistindo - ti desfilar nua

Com um copo de sorvete entre as mãos

Assoviando Vanessa da Mata ou qualquer uma da Legião.

 

Testemunha ocular

Em teu dançar, desavergonhada;

Do teu sorrir e do teu chorar

Com Drummond de madrugada.

 

Adoro quando perde tuas coisas

E na procura desesperada,

Perverte-me com tuas poses.

Desinibida. Mal-intencionada!

 

E quando trás manga para casa

 Joga-se no sofá

Pra assistir qualquer filme que passe

Até a manga acabar.

 

E depois com a cara lambuzada

Fazer careta sem imaginar,

Que este Mestiço na moldura pendurada

Faz mais do que ti olhar.

Pin It
Atualizado em: Sáb 8 Jan 2011

Comentários  

#6 edson 07-04-2011 01:54
Côco não ia dar muito certo não né xára?Valeu a visita companheiro.Fico feliz por ter gostado e se lembrado do grande Alceu Valença.
#5 edson 07-04-2011 01:51
Que bom que você tenha gostado.Obrigado
#4 zonetti 15-02-2011 23:53
que viajem!!! Gostei da manga...
"Da manga rosa quero o gosto e o sumo..." - TROPICANA Alceu Valença.
*****
#3 edson 24-01-2011 12:59
Então Rackel estou tentando me reinventar.Valeu e até mais.
#2 rackel 21-01-2011 08:17
Ôba! Uma letra de música. Maravilhoso poema, Edson. Adorei.
#1 edson 12-01-2011 11:45
Pode ter certeza que a satisfação é reciproca.Então é ficar esperto pois com certeza nunca estamos sozinhos,melhor assim

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222