person_outline



search

Cárcere

alt

Quem me dera o tempo fosse mais lento

E meus passos fossem maiores que as horas.

Tenho a impressão de que só assim

Eu poderia sonhar tanto.

É essa incerteza,

Essa insuficiência,

Que gera a urgência que me angustia e atormenta.

Tudo é um mistério...

Minha única certeza é estar presa no agora,

Caminhando nesse labirinto de pensamentos

Que parece não ter fim. 

Pin It
Atualizado em: Ter 15 Fev 2011

Comentários  

#11 Nadi 06-03-2011 14:02
Quem dera poder ficar do lado de fora de nós mesmos, para vermos nosso interior!!!!
Bjs estrelas
#10 jacosta 28-02-2011 18:49
muito bom. estrelas. abraços
#9 saavedra1946 23-02-2011 01:02
Muito profundo e dorido, mas muito lindo. Sentimento à flor da pele.
Parabéns! Estrelei.
Publiquei vários poemas e o primeiro capítulo do meu novo livro, O padre e o ateu. Se quiser me dar o prazer de visitar o meu espaço, ficarei honrado.
Abração.
+1 #8 Nelson_de_Medeiros 22-02-2011 22:40
Um dia sairemos deste labirinto, acredite...

um abraço
+1 #7 Niki_ 22-02-2011 19:44
Tb eu divago no labirinto de meu eu...lindo teu texto.bj
+1 #6 seth 22-02-2011 06:22
Somos todos prisioneiros do tempo, só nos resta caminhar... felizes são os que conseguem se inspirar nessa prisão(vida) e dela criar belas obras como essa.abraços.
+1 #5 jrs49 21-02-2011 13:50
Quem não vive essa angustia?
Parabéns, abraços.
+1 #4 zonetti 18-02-2011 20:39
certo é essa incerteza *****
+1 #3 tania_martins 18-02-2011 13:54
Aprisionadas na carne a angústia é tortura real.
Parabéns!
Abraços.
+1 #2 ANTENA 17-02-2011 18:01
Sucinta e singularmente bela sua angústia existencial. Um dia fugiremos das nossas "gaiolas de carne".


abraço anarquista

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222