person_outline



search

De quando...

Saberia dizer das manhãs radiantes

debruçada à janela olhando o horizonte...

 Era só sonhos!

E das tardes ensolaradas dentro do meu peito

contando cada hora... cada minuto

entregue a uma preguiçosa espera

E das noites... das madrugadas cheias de lua

com estrelas chovendo em mim

Um vento trazendo de longe um cheiro bom de brisa

que se impregnava em meu corpo

E um sopro fresco do vento

balançando levemente os meus cabelos...

O céu era sempre azul!

 

Saberia dizer dos pássaros que me acordavam cantando

quando ainda nem havia amanhecido

Só para me verem sorrir!

E dos meus passos firmes por qualquer caminho

por onde eu decidisse seguir

Havia cores de arco-íris vestindo a minha pele

E um perfume de flor menina atraindo as borboletas

Tudo era tão belo... e parecia tão real...

 

Saberia dizer da minha felicidade

 por não me sentir tão só

Estava cheia de mim...

Saberia dizer...

e só de l embrar ... já me sinto feliz...

Pin It
Atualizado em: Ter 11 Dez 2012

Comentários  

#4 celysant 21-12-2012 21:48
Belíssimo! Belas imagens poéticas! Lindo...lindo!
#3 EXTREMOFILO 21-12-2012 15:21
Composição de uma leveza rarefeita, capaz de nos levar à estratosfera do prazer.
#2 Gilvan 18-12-2012 21:48
Voce é uma das melhores poetisas do mundo. Tanta doçura no seu poema melhora o sedr humano. Parabens. Não encontrei o comentario que vc falou no seu blog, mas os textos que li são marvilhosos. Muita luz, amiga.
#1 azara 18-12-2012 17:16
E o perfume de menina atraindo as borboletas.Muito lindo da para imaginar todo cenario.Parabens

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222