person_outline



search

Analogia do Vento

Brisa que sopra em teu rosto
Trazendo em seu sopro
Alento e frescor
Ameniza o sentir da alta temperatura
Em que toda criatura
Vive sem amor.

O mesmo efeito
Que causa em teu peito
As palavras “frescas”
Do Salvador.

A falta do “vento”
Ao desatento
É calor certeiro
É desamor.

Refrescante, revigorante
Em cada instante
Que sopra aqui
E que sopra ali...
Devolvendo a paz
Do teu sorri.

Não te vejo,
Mas tenho o desejo
De te sentir
Em rajadas, nas trovoadas...
Ou simplesmente
Na falta de ti.
Pin It
Atualizado em: Ter 21 Ago 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222