person_outline



search

Assassinato

As coisas
Que acontecem
Às vezes, são inimagináveis

Sim, inimagináveis
Como daquela vez
Que vocês me contou um sonho
Que teve de um astronauta
Fumando cigarro
Na órbita da Lua

E eu,
Um ser imaginável,
No trono do meu tédio,
Tirei um sarro:
"Não podia haver nada assim!"

Algo que diz muito sobre nós:
Você de todo o jeito
Criando fatos novos
Para manter a chama acesa
E eu,
Me apegando a certos modismos,
Que, aos poucos,
Assassinaram o nosso amor.
Pin It
Atualizado em: Dom 9 Maio 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222