person_outline



search
  • Samba
  • Postado em

Menina Tonta

Fico em tensa suspeita Quando a deixo atravessar a rua sozinha Se os carros vem da direita É para a esquerda que ela dá uma olhadinha Sua distração nos espanta Menina tonta Menina tonta Confesso que tenho medo De acompanhá-la em uma voltinha na praça Até retorno mais cedo Pois as várias mancadas me deixam sem-graça É um tal de cai e levanta Menina tonta Menina tonta Se ela vai ao restaurante Na escolha do prato é tanta incerteza Senta num canto distante Mas ao voltar do banheiro ainda erra de mesa Pede um almoço na janta Menina tonta Menina tonta Ao ver os amigos juntos Tenta entrar na conversa e dar uma de esperta Sem saber do assunto Já chega dando palpites e nunca acerta E todos a chamam de anta Menina tonta Menina tonta (sugestão: intervalo curto) (pré-refrão): Não tente correr Vai cair Evite dançar Pra não tropeçar Se não entender Posso repetir E o que eu explicar Procure anotar (refrão): Ela é um quebra-cabeça que não se monta Ninguém nunca entende o que ela apronta E assim vive ouvindo, vezes sem conta Menina tonta Menina tonta (sugestão: intervalo médio) (sugestão: repetir tudo) (sugestão: intervalo curto) (sugestão: repetir pré-refrão e refrão) Olhos sempre arregalados Boca meio entreaberta São claros atestados De que não é muito esperta Amigos sempre preocupados Pois ela nunca está alerta A qualquer momento ela pode tropeçar e cair - “Minha filha, cuidado aí!” E de seus lábios a frase mais fácil de ouvir: - “Gente, não entendi!” (encerramento)
Pin It
Atualizado em: Sáb 5 Dez 2009

Comentários  

+1 #1 denise_marques 07-01-2010 04:55
:D estou ficando sua fã... rs

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222