person_outline



search

MINHA VIDA DE CACHORRO

Quando nasci e olhei de lado e vi pela primeira vez aquela beleza indescritível, comecei a latir (é assim que vcs dizem, não?). Na verdade comecei a dizer para ela o quanto ela era bela, o quanto eu estava feliz. Você, com certeza, vai dizer que Cachorro não fala, não pensa, etc, etc.
Antes de falar de mim e contar para vocês como foi e como está sendo a minha vida, vou contar um pouco da história dos Cachorros, que a minha mãe me contou e que também ouvi de alguns outros Cachorros mais antigos e com experiência de vida. Isso que vou contar a vocês vem sendo passado de geração para geração e apenas verbalmente.
Aliás, antes preciso dizer o meu nome. Os humanos me deram o nome de Tudor (ainda não sei o que quer dizer Tudor, mas gostei), mas o meu nome verdadeiro que minha mãe me deu é aualalaau.
Mas vamos ao que interessa: Nossa Raça – dos Cachorros – está nesta Planeta e em outros – há muito mais tempo do que os humanos. Éramos selvagens, caçadores, fortes, independentes,  mas aí apareceram os humanos, e verdade seja dita, eles evoluíram mais rapidamente do que nós. Mamãe me diz que no Planeta “Auaulalaauu” é onde se encontram os Cachorros mais inteligentes do Universo e lá somos nós que governamos e que lá os humanos são nossos bichinhos de estimação. Não consigo entender e aceitar porque estou aqui e não lá. Mas saí do que estava dizendo: Os humanos pouco a pouco nos dominaram, pois existiam muitos Cachorros preguiçosos. E bonitos como somos,  os humanos começaram a nos oferecer um monte de facilidades, de comidas, de casa e aí a acomodação tomou conta da raça. Foi o fim ou quase o fim.  Os cruzamentos que os humanos começaram a fazer conosco, de bom grado da maioria de nós, também diminuíram a percepção do que somos e do que somos capazes. Mamãe e outros sábios me disseram que somos inteligentes e que soubemos evoluir, saindo de uma vida selvagem, com todas as dificuldades e passamos a ter uma vida tranqüila, bem alimentados pelos humanos, bem tratados e considerados o melhor amigo. Tudo estratégia nossa, segunda ela. Temos uma vida melhor do que a maioria dos humanos, não precisamos fazer praticamente nada, só agradá-los de vez em quando, só parecermos medianamente inteligentes. Digo para ela que vejo muitos Cachorros pela rua, fuçando latas de lixo, desesperados atrás de comida, mas ela mais uma vez diz que isso existe sim, mas que isso também existe com os humanos e numa proporção muito maior do que a dos Cachorros.
Gosto muito de ver televisão. Outro dia vi um filme que não gostei nem um pouco. O filme era os Dálmatas, horrível, não somos assim. O que mais gosto de ver são jogos de futebol – até poderiam organizar um campeonato para Cachorros, mas os sábios dizem que ainda é cedo para isso. Vamos conseguir isso daqui uns 100 anos e da forma que estamos enredando os humanos, vamos dominá-los em cerca de 500 anos. Pena que não vou viver até lá. Até gosto do meu dono, mas não gosto do time de futebol que ele torce. Sou Corinthians e ele é São Paulo.
Tenho hoje XC corridos (que na linguagem  dos humanos é 5 anos), estou muito mudado, estou com uma vontade enorme  de encontrar uma cachorra linda para ficar comigo juntinho, até já vi alguma aqui por perto, mas meu dono vive dizendo para os seus amigos que tem um Cachorro de pedigree que só vai deixar ele “cruzar”com uma Cachorra também de pedigree. Idiota.
Bom, continuo noutro dia.
Pin It
Atualizado em: Qui 21 Jun 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222