person_outline



search

DAS COISAS DO CORAÇÃO

Das coisas do coração o que se leva?
Difícil de compreender o insone rebelde.

Lembranças correm pelas veias.
Saltita nos ombros o fardo do relógio.

A saudade, companheira vigente,
Arrasta grilhões de lágrimas.

Trazemos nas costas
A bagagem dos anos inocentes
Sem proveito dos tempos floridos.

Queremos saber da consciência?
A paixão acelera o passo, esquecendo-a.
De reflexo imediato, duradouro,
O coração pulsa sem freios
Não há mão que se atreva a segurá-lo nos trilhos.

Irremediavelmente,
Estamos condenados,
Ao modo de uma carreta,
Pesada,
Sem direção,
Sem controle dos pés.
Pin It
Atualizado em: Qui 13 Dez 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222