person_outline



search

Um passado bem presente

Me encontro cheia de dúvidas, perguntas e questionamentos, os três dão no mesmo no final das contas, daí já se vê que estou confusa. O motivo para tal confusão? É um tal de passado. É só ele retornar para minha vida que já não sei quem sou, como sou, nem o que devo fazer, me perco em mim e acabo me pegando lembrando da gente em quase todos os momentos do dia, meus pensamentos já não possui outro repertorio eu me torno mais sensível, qualquer palavra dura dele me machuca numa proporção fora do normal, e na verdade nem sei ao certo o que sinto por ele atualmente. Apenas sei que me odeio por ter passado tanto tempo longe e achar que estava curada, odeio lembrar que passamos por momentos especiais longe um do outro, odeio saber que tivemos historias diferentes, odeio saber que seguimos caminhos opostos, e odeio ainda mais em saber que agora nos vemos juntos, compartilhando do mesmo espaço, depois de tudo, depois de tanto tempo, depois de tantas coisas, depois de momentos tristes e sofridos, passamos uma borracha por cima deles. Eu sinto que estou errada, devia ter o deixado partir sem direito à volta como sempre costumei fazer, mas nunca consegui magoá-lo ao ponto de nos odiarmos, pois não sei como seria viver tento a ideia de que ele não suportaria escutar meu nome.  Acredito que nunca consegui ferir totalmente seus sentimentos por saber que na verdade estaria me ferindo. Chego a conclusão de que não seremos um casal novamente, não como planejamos um dia, mas eu posso dizer que será inesquecível em minhas memórias a nossa historia. Como queria que fosse fácil deixá-lo partir, esquecer e apenas fingir que não significou nada em minha vida, é com essas que descubro que não sou a mulher forte e firme que muitos acham que sou, na verdade sou uma menina boba, frágil e fraca por não ter coragem de fazer o que é o certo, mais uma vez e dessa vez fazer definitivamente. Recusei-me a pensar sobre isto e resolvi deixar como esta, parar de me cobrar algum posicionamento, viverei cada dia o seu mal, como diz o ditado, apenas queria ter a coragem que tive um dia.
Pin It
Atualizado em: Sáb 22 Out 2016

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222