person_outline



search
  • Teologia
  • Postado em

As 95 teses da Nova Reforma Protestante

31 de outubro de 2017
1ª Fonte

Proporei enigmas da antiguidade
(SL. 78;2)
“Imagine um jovem nascido, por exemplo, em berço evangélico. Este jovem cresceu sobre os preceitos da doutrina Cristã e aprendeu, desde cedo, ensinado pelo pastor, seus pais e demais membros de sua igreja, que Deus criou toda a humanidade a partir de apenas uma unidade humana, isto é, de um primeiro indivíduo.
Segundo ouviu do pastor e de seus pais, o próprio Deus, com as próprias mãos modelou do barro um boneco com forma humana e lhe soprou nas narinas. Imediatamente o boneco de barro se transformou num ser humano já adulto, sem ter sequer passado pelas frases biológicas, intermediarias, da infância e adolescência.
Cursando o ensino fundamental, porém, o jovem é deparado com outra explicação sobre a origem da vida humana. Ele aprende que, na verdade, o homem não surgiu com a forma atual, mas que, ao longo de milhares de anos, evoluiu até atingir a forma que possui hoje.
Ao invés de ficar chocado e em conflitos, gerados por duvidas, ele não se abala, pois tem muita personalidade, opinião própria, não se deixa alienar por filosofias vãs e é inteligente o bastante para não contestar o novo ensino, já que o mesmo trazia provas (fósseis) de que aquilo era mesmo assim.
Entendendo então que o pastor e os demais estavam errados, decide começar, ele mesmo, a estudar a Bíblia para saber o que os levou a tirarem aquela “engraçada” conclusão que, ao seu modo de ver, era muito parecida com as explicações mitológicas dos antigos gregos, romanos e das tribos indígenas.
Ao começar seu estudo, ele observa que a estória que o pastor contava, não estava na Bíblia (é estória com E mesmo). Então ele lê o Salmos 78;2 que diz “Proporei enigmas da antiguidade”, e compreende que o relato Bíblico de Gêneses 2;4 ao 3;24, que conta a origem do Homem, é um enigma.
Mesmo tomando de indescritível emoção, por Deus lhe ter revelado isso, ele não deixa de rir, ao lembrar que seus pais eram analfabetos e que o pastor havia abandonado os estudos, por isso é que jamais compreenderam aquilo, pois o evolucionismo, ensinado na escola, era a peça chave para se decifrar o enigma”.

A Nova Reforma Protestante
(1Cor. 13;11, 12)
Olá, sou a primeira fonte de informações sobre o “Novo Movimento Espiritual” que surge nestes dias impulsionado pelo processo natural, evolutivo, que desde sempre moveu a História.
O neo-reformismo, podemos chama-lo assim pelo impacto que naturalmente causa, é o movimento agora: espiritual, científico e intelectual, que não substitui, mas complementa o movimento reformista do século XVI.
Por sua esmagadora força ideológica e incontestável verdade teológica, o neo-reformismo, que é semelhante à um menino que ao crescer passa a ter outra percepção do mundo que o cerca, já é detectado por mentes de milhares de Cristãos em todo o mundo.
Estes “novos cristãos” possuem o perfil intelectual do jovem que decifrou o enigma, na estória que abriu este trabalho. Ou seja, são indivíduos que creem em Deus e nos relatos bíblicos, mas tem formação intelectual elevada, ainda que muitos sejam autodidatas. Independente de personalidade e classe social, são perspicazes, atualizados, bem informados, não alienados pelo fundamentalismo e, acima de tudo, são inteligentes ao ponto de não rejeitarem as descobertas da ciência, feita nos últimos séculos.
O neo-reformismo, movimento espiritual já observado por estas pessoas, não é um movimento estereotipado. Isto é, não pertence à um grupo padrão, de pessoas: evangélicos, católicos ou outras correntes. Mas de todos os que entendem que, tanto a ciência quanto a Bíblia, têm um mesmo parecer em relação a como surgiu o Universo, a Terra e a vida que ela abriga.
Não protesta somente contra a venda das indulgências modernas, feita pelos papas do protestantismo contemporâneo, que cada vez mais só reforçam o falso conceito de que a religião é o ópio do povo. Mas principalmente, contra a teologia fundamentalista, que ainda carrega fragmentos do obscurantismo cego e supersticioso da era medieval.
Desta forma, sendo perceptível aos olhos da razão e já detectado pelas mentes mais sensíveis à inteligência, não poderia, por muito tempo, ficar à espera da observação individual.
Por isso, neste trabalho intitulado de “As 95 teses da Nova Reforma Protestante” se faz ouvir para ganhar notoriedade e se estabelecer como movimento teológico predominante neste novo milênio.

A Interpretação Cientifica da Bíblia
(Mt. 10;26)
Adão e Eva não foi o primeiro casal que gerou toda a humanidade. Antes, foram as primeiras gerações do Homo sapiens sapiens (Gn.5:2)
A serpente do Éden (diabo-satanás) é o símbolo bíblico que representa o nosso verdadeiro inimigo, isto é, o pecado (Gn.3;13 Rm.7;11 1Cor.15;56 Hb2;14 - estes versículos, nesta ordem, decifram o enigma que esconde a identidade do nosso verdadeiro adversário e quem tem inteligência pode descobri-la).
A prisão de satanás; símbolo bíblico do engano, da ignorância e do mal, se deu no período de mil anos da Idade Média. Sua soltura ocorreu no período histórico conhecido como Renascimento (Ap.20;1 ao 4)
A manifestação do anticristo foi o movimento iluminista do século XVIII (2 Tss;2)
O armagedom, de apocalipse 16;16, foi a Segunda Guerra Mundial (Dn.12;1 Sof.3;8 Ap11;15-14;14 ao 20).
A segunda volta de Cristo já ocorreu (Mt.24;30). Cristo já é visto pelos olhos do nosso entendimento (Ef.1;18). Já estamos ante o seu tribunal (2Cor.5;10). Somos julgados por sua palavra, a Bíblia (Joao.12;48), já que sua volta, no seu reino (Mt.16;28), não vêm, com aparência exterior (Lc.17;20).
Seguindo uma linha paralela entre a Bíblia, a história e outras ciências humanas, o movimento neo-reformista interpreta a Bíblia de forma científica, em detrimento da interpretação mitológica feita pela teologia medieval, que perdura, com vestes modernas, até os dias de hoje.
A interpretação cientifica da Bíblia, por sua vez, derruba o mito de que o relato bíblico, de gêneses, sobre a criação do Universo, da Terra e da vida que nela há, seja de cunho mitológico.
Pin It
Atualizado em: Seg 6 Nov 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222