person_outline



search
  • Sonhos
  • Postado em

Muralha de Lágrimas

Certo domingo eu acordei bem cedo, para aproveitar o dia, mas decidi dormir mais, foi ai que te vi, ficamos horas juntos, nessas horas senti seu amor, senti o calor de seus braços o cheiro de seu corpo, dormimos juntos, numa noite fria e chuvosa tínhamos um ao outro. Nessa noite fria e chuvosa você só tinha olhos para mim. Naquela noite de sonhos eu pude ver e contemplar seu sorriso, cheirar seus cabelos e acariciar sua pele, pude me encostar-se ao seu peito ouvir sua respiração e as batidas tranquilas do seu coração.
Dormi com você enquanto lá fora a chuva caia fria, abraçado a você enquanto lá fora a noite era bem escura, quase não nos falávamos enquanto acordados, só queríamos está juntos.
No amanhecer você me disse coisas que não me lembro, eram coisas boas, palavras de amor, você olhou nos meus olhos e eu vi o quanto seu amor era verdadeiro, nesse momento seus lábios vieram aos meus e eu senti o quanto o amor é amargo em sonhos.
Não pude dizer o quanto eu amo você, não pude dizer o quanto eu preciso de você e dizer como é ruim viver sem você, não pude dizer que nunca terei você...
 
Antes de eu dizer qualquer coisa surgiu uma grande muralha branca entre nós, uma muralha intransponível de pedras brancas indestrutível, do alto dessas muralhas jorrava agua salgada, desciam infinitamente como se fosse uma cachoeira de lagrimas.
Ali eu pude sentir que era impossível, ali eu pude sentir que jamais você poderia ser minha.
Eu descobri que amar quem não se pode ter é como vender a alma a um ser desconhecido.
Aquela muralha de magoas nunca vai me deixar passar, e nunca vai deixar você saber de mim, nossos mundos são diferentes, nossos mundos são distantes... Nessa vida não ficaremos juntos e se a muralha está em sonhos se estende a outras vidas... De alguma forma estamos ligados, ligados pelo olhar, aquele olhar de dias comuns aquele olhar perdido procurando o amor escondido, aquele olhar que um dia encontrou o meu... Aquele olhar que por instantes foi meu.
Quando se acha o amor verdadeiro os primeiros segundos passam em câmera lenta, muita coisa acontece ali em poucos segundos. Assim como um sonho de quarenta minutos que pode durar uma vida toda, ou um de cinco minutos que dura uma noite toda.
O amor é assim, ultrapassa a morte, os sonhos e os tempos, e nós estamos à mercê dos tempos e dos dias.
Mas eu me sinto a mercê de viver sem você.
Só pude acordar com saudades e sabendo do impossível...
Que é atravessar aquela muralha invisível...
Mas mesmo sem eu conseguir dizer o quanto a amo, eu sei que você sabe que eu amo você...
Pin It
Atualizado em: Sáb 11 Nov 2017

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222